Conforto na arquitetura e no design
5 de Março de 2018
Desafios da sustentabilidade Cerflor
2 de Março de 2018

    Conservação em ciclo contínuo:
    Como gerar recursos com a natureza e garantir a sustentabilidade financeira de RPPNs

    Formato: LIVRO
    Autores: OJIDOS, Flávio
    Idioma: PORTUGUÊS
    Editora: ESSENTIAL IDEA
    Assunto: MEIO AMBIENTE E ECONOMIA

    ISBN: 978-85-64543-10-2
    Idioma: PORTUGUÊS
    Encadernação: BROCHURA
    Dimensão aprox.: 16 x 23 cm
    Edição: 1ª
    Ano de Lançamento: 2018
    Número de páginas: 200

    Leia um capítulo:


    Adquira pelo:

    Sinopse do livro

    Ao explorar um espectro de 22 oportunidades de geração de recursos em RPPNs, este livro abre um inédito leque de opções que desmistifica a ideia de que nessas áreas só se pode realizar atividades de pesquisa, turismo e educação ambiental.

    E vai além: discute o desafio da conservação dessas reservas, pois não basta gerar recursos para as despesas ordinárias que mantem a RPPN em ciclo permanente de dependência da obtenção de novos recursos a cada novo mês ou ano: é preciso garantir condições de gestão e proteção em caráter perpétuo, pois assim são as RPPNs.

    É isso o que esta obra propõe: um caminho para garantir a proteção dessas reservas no longo prazo, a Conservação em Ciclo Contínuo. Essa abordagem proporciona ao leitor a compreensão das RPPNs como reservas de ativos ambientais de alto valor que, se geridas de acordo com a proposta de Ciclo Contínuo, podem encontrar a sustentabilidade financeira para sua manutenção e proteção, com perpetuidade.

    Trata-se de uma importante contribuição ao campo das finanças da conservação ambiental com uma proposta que já vem sendo aplicada em projeto piloto na RPPN Gigante do Itaguaré (SP) e que, com as devidas adequações, pode ser referência a outras categorias de áreas protegidas no Brasil e no mundo.

    Mais do que viabilizar recursos para a conservação, o que Flávio Ojidos - com o apoio dos coautores Claudio Valladars Padua e Angela Pellin - propõe nesta obra é gerar recursos a partir da conservação da natureza e geri-los de forma que a proteção da reserva seja garantida, em ciclo contínuo de retroalimentação, para todo o sempre.